Pesquisar este blog

sexta-feira, 16 de julho de 2010

ISSO AQUI Ô Ô, É UM POUQUINHO DE BRASIL IAIÁ...

Há uma semana eu tive que me segurar para não ter um ataque colorido-restart-puta-falta-de-sacanagem e "xingar muito no Twitter". Ao comentar a apresentação dos Barbatuques, Vanessa da Mata e outros na abertura oficial do Brasil na Copa de 2014 recebi alguns comentários de pessoas falando que Vanessa da Mata não representa o Brasil. Quando citei Barbatuques, que é simplesmente uma das coisas mais maneiras que eu conheci este ano em termos de sonoridade, um dos gaiatos disse: "Ótimo, agora vão pensar que aqui só tem música ruim e retardado fazendo som com a boca". Ok, liberdade de expressão, mas ele ofendeu indiretamente a mim, que aprendeu a fazer male-male o Barbapapa's Groove e olhe lá (ou seja, eu sou uma "retardada fazendo som com a boca", com muito orgulho). Mas pensei um pouco mais, respirei fundo e quis lançar a pergunta a nação tuiteira (só um me respondeu, mas tudo bem): Para você, o que representa positivamente o Brasil no exterior?
A Copa de 2014 será no Brasil, e como todos sabem, o "Brasil é logo aqui". Esta pluralidade de sabores, cores, sotaques, entre outros faz com que o Brasil tenha uma cultura riquíssima, muitas vezes encoberta pela mídia que nos faz engolir as versões trash das coisas. Mas você é brasileiro, pode morar no Brasil ou não. Você sabe do que se orgulhar de nossa pátria. Você sabe também que nem tudo está do jeito que a gente quer, mas se você ama o Brasil, vai fazer de tudo para melhorar. Então fica de novo a pergunta: O que representa positivamente o Brasil no exterior?
Ok, para se inspirar, eu vou citar algumas coisas que eu acho: Ayrton Senna (exemplo de caráter no esporte), Mutantes (canibalismo musical da melhor espécie, adoro quando algum gringo vem cantar "uasalémeniamenina"), Paraty (uma cidade histórica com muita bagagem para dar e receber), Oscar Niemeyer (A classe arquiteta pode falar o que for, mas o arranjo de suas obras fez com que Brasília virasse logo patrimônio da Unesco), Santos Dumont (apesar de não ter inventado oficialmente o avião - um dia eu explico - fez nome no Brasil e no mundo), pão de queijo, entre outros.
Pode usar os comentários (nem sei se vão vir muitos) e expresse-se!

4 comentários:

Pedro Raphael disse...

Olha... eu nem sei o que representa o Brasil lá fora. Uma coisa eu posso dizer: Fernanda Lima e seu marido cujo sobrenome eu não sei escrever têm muito mais uma aparência européia do que qualquer outra coisa. Mas isso quer dizer que não seja Brasil?

Brasil é miscigenação. Uma mistura de etnias, sabores, sonoridades, diversidades.

E tudo isso aqui, isso ali, isso acolá é um pouquinho de Brasil. O hibridismo é o que caracteriza tão bem da nação brasileira.
Retardados fazendo som com a boca (que eu também me orgulho muito de ser um), retardados que andam meio desligados, retardados que questionam que País é este, retardados que criam painéis geométricos de uma forma tão encantadora e artística, retardados que saem no mundo com uma câmera na mão e uma idéia na cabeça...

Eu acho que esse esforço em condenar o que a pré-concepção de cada um define como não-representativo de nossa Pátria é o que dificulta tanto definir o que é que nos representa. (parágrafo confusinho esse, não??)

O que eu quero dizer é que as pessoas se ocupam tanto pra discutir o que não é Brasil que elas se esquecem de refletir o que é Brasil. E isso dá espaço pro mundo dizer o que quiser que é este País. Bundas? Favelas? Traficantes? Rio de Janeiro? Tráfico de Órgãos?

É hora de abrir os olhos, os ouvidos, a cabeça e o coração. A Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 serão o Brasil se mostrando para o mundo ou o mundo determinando o que é o Brasil?

Paulo Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paulo Santos disse...

Olha, Mafê, eu respondi algumas coisas lá no Fbook, mas lendo o post aqui no seu blog me abriu a mente sobre outros aspectos.
Primeiro, representar o Brasil é o quê? Representar a identidade cultural brasileira de raiz, nosso folclore, nossos costumes? Se for, acredito que nem o Barbatuques poderia representar. Poderia, mas se não tocassem o Barbapapa's Groove, que é um funk tocado com as mãos no corpo.
Acredito que um grupo de catira, outro de bumba-meu-boi, uma escola de samba e um tradicional gaúcho poderiam representar, se for nestes moldes.

Mas, para mim, isto não representa o País lá fora. O que marca o Brasil, na minha opinião, é a criatividade e a mistura, em TODOS OS ASPECTOS de nossa existência.

Representantes deste critério:

No esporte: Pelé (o melhor de todos os tempos num esporte em que criatividade é essencial) e outros do futebol-arte, criativo; Ayrton Senna (pela ousadia e inteligência nas pistas); Paula, Hortência e Janeth pelo que fizeram EM QUADRA, num esporte predominantemente americano e que não tem tradição no Brasil; Bernardinho e sua geração de craques do vôlei; entre outros.

Na música: Heitor Villa-Lobos, que misturou música erudita com folclore brasileiro; Tom Jobim, que misturou o samba do morro carioca com o jazz americano; Hermeto Paschoal, um poço sem fundo de criatividade e musicalidade; Badi Assad, Paulinho da Costa, Armando Marçal, Tânia Maria, Airto Moreira, entre outros, que vivem de sua música fora do Brasil; e, sim, Fernando Barba e o GENIAL Barbatuques (que os invejosos acham retardado só pq não foram eles que inventaram).
Entre vários outros, claro.
Já Vanessa da Mata... representa a MP, P e PB: Música Popularesca, Pobre e Pior Brasileira. Ou uma MPBóide, uma MPBinha. Neste caso, concordo que outras cantoras fariam melhor.

A comida brasileira tb é a melhor do mundo, fato consumado e corroborado por estrangeiros que vêm aqui. Por quê? Pela CRIATIVIDADE e OUSADIA EM MISTURAR.

E até a alegria do brasileiro vem da sua capacidade de criar, de se adaptar, pois quem tem o governo e as dificuldades que tem e ainda assim consegue se virar e ser feliz, só mesmo com muita criatividade.

É isso. Brasil, pra mim, é criatividade e mistura, ou melhor, criatividade da mistura, ou na mistura.

Falei um monte e num falei nada, mas tudo bem. :P

eXTReMe Tracker