Pesquisar este blog

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

UM SONHO A MAIS NÃO FAZ MAL

E sexta-feira e sábado agora foi mais uma etapa cumprida das várias etapas que eu andei conquistando desde o começo do ano. A peça "Vide o quê" realizada junto com o Grupo Pockets no CCB. E veja como foi.
 
Vê se entende a minha pressa
Tudo começou em setembro, mais precisamente dia 07, quando o diretor musical Felipe Ramos entrou em contato comigo a respeito de uma audição. A música? "Todo azul do mar", a qual eu já tinha ouvido no mesmo dia em três ocasiões diferentes, com três pessoas diferentes, incluindo a do link. Passei na audição e soube que a peça seria em novembro, ou seja, seriam dois meses pra montar tudinho.
 
Coração não é tão simples quanto pensa
Mas como todos os meus projetos, sempre tem extras, e desta vez era a viagem do Laugi para Ribeirão Preto. Todos os esforços estavam montados para que o show fosse o máximo e depois disto, pude focar melhor na peça.
 
Aqui neste lugar não há rainha ou rei
Minha personagem se chamava Soraya, e era uma Mariah Carey suburbana do karaokê. Isto me fez buscar diversas inspirações para montá-la, entre elas: Roberta Veiga (e o povo da faculdade que ia dançar a coreografia d"O Animal que ronda"), Kelly Moraes, Pedro Raphael Paiva, o carinha que literalmente me cantou no karaokê e outras histórias lá vividas, Mariah Carey, Priscy, Rob "I'm peaking right now" Paravonian, Joelma do Calypso entre outras.
 
Tudo o que eu fizer eu vou tentar melhor do que já fiz
Dia 26 de outubro foi o Jogo de Cena, o já famoso Jogo de Cena de minhas epifanias, mas com um ponto diferente: um raio queimou o sistema de som logo após termos passado. Quando chegou a hora de repassar, já era hora de começar. Resultado: nosso som falhou, e eu falhei num vergonha alheia records mais gordelicious do que falaram da Priscy. O pessoal do Jogo de Cena foi esperto e não colocou nosso vídeo ao ar, que era o que eu mais temia.
 
Tam-tam-tam, batem na porta
A semana de apresentação não foi tão tensa quando a semana pré-Rent, embora as variações de temperatura fizeram com que quase todos começassem a gripar. Me enfiei de garrafadas e dorgas para me segurar e até meu professor de canto notou que minha voz estava diferente.
 
You are the dancing queen
A sexta-feira pré apresentação foi até tranquila, por ser 11/11/11. Ás 11:11 deste dia, rimos e comentamos de que o mundo não acabou. Aliás, quando dizem que o mundo vai acabar em dia de apresentação é sinal de que a apresentação vai ser muito boa, vide o Nosso Jeito. Saí do serviço e cheguei no Centro Cultural para repassar os últimos detalhes, testar o som, fazer o make e me concentrar. O vídeo dá pala uma hora antes de entrar, mas depois foi consertado. O mantra do teatro antes de entrar no palco ganhou versão César Ribeiro ("Eu sou o que sou e todos desfrutam disso!"), falado por mim e por Rafael Vieira, que já tinha sido destaque no RENT como Angel. No final, deu tudo certo e fomos comemorar no Subway comendo sanduíche com cream cheese.
 
I made it through the wilderness, somehow I made it through
No sábado, tive um ensaio que terminou quase no horário de outro ensaio que iria terminar depois do horário que eu estaria no Centro Cultural. Algumas mudanças foram feitas de sexta-feira que tornaram mais fácil o meu papel, mas que ficaram bem legais de ver. O diretor de cena Rafael Soul trouxe um DVD de karaoke para ficar passando enquanto o povo nos esperava, e nós no fundo ficávamos ouvindo e cantando "Vida, devolva minhas fantasias" e SandyJúnior. Apesar de havermos tido pouco tempo para make, aquecimento e passagem de som, a fonoaudióloga predestinada Ingrid Máximo (predestinada porque eu achei ela o máximo) fazia em cada um dos cantores uma massagem laríngea tirando todas as tensões do dia. E o pessoal do Laugi compareceu em peso neste dia, com o casal Carina Calheiros e Jairo Faria participando interativamente do nosso karaokê. E como todo último dia de espetáculo, sempre é muito mais relaxado do que o primeiro. E assim se encerrou mais um projeto feito este ano, que foi cheio dos projetos.

Um comentário:

Pedro Raphael disse...

Ei, olha o meu nome ali! :)

eXTReMe Tracker